Tuesday, August 2, 2011

pigritia, laziness, preguiça

preguiça

(latim pigritia, -ae, lentidão, vagar, preguiça)
s. f.
1. Propensão para não trabalhar. = mandriice, ócio, vadiagem
2. Demora ou lentidão em agir. = vagar
3. Gosto de estar na cama, de se levantar tarde.

Aconteceu o que todos previam: eu demorei séculos pra escrever de novo. ahha. sempre assim.
Olhando os posts, me perguntei: eu já escrevi sobre a Espanha? será? acho que não... ao menos, não consegui encontrar nenhum post que fizesse referência a tal viagem.
Bem, fui à Espanha (buscar o meu chapéu, azul e branco da cor daquele céu...) em setembro de 2010. Sim, mesmo mês da Alemanha. Férias (merecidas) de 2 semanas. =)
Marquei passagem pra Madri e, de Madri, para Barcelona. Para isso, não queria gastar com hostel e ainda conhecer gente nova e lugares meio que fora da rota turística... Saí perguntando a toooodos os amigos: "Ei, tu conheces alguém em Madri ou Barcelona que possa me hospedar?"... até no MSN eu postei. Daí foram surgindo as possibilidades... Tentei também o Couchsurfing, mas quando as respostas não eram negativas, elas não vinham.
Até que chegou bem perto do dia de ir a Madri e Bárbara, uma couchsurfer e amiga de Recife, me disse que tinha uma amiga na cidade e que ela poderia me hospedar, mas só os dois primeiros dias. Foi aí que surgiu a Ângela, a coisa mais linda do mundo! Ela foi até me buscar na estação do metro quando cheguei! E tome conversa, conversa, conversa... E Ângela me disse que não poderia me acompanhar pela cidade porque tinha de terminar o projeto dela de mestrado, que já devia ter terminado, que ainda não tinha escrito nada, que tava difícil, que a Ryanair era terrível com ela porque só colocava passagem barata... e pronto! Não tinha terminado o projeto e ainda ia viajar pra Roma! ahahhahahahahaha Companhia aérea de baixo custo TEM que ir pro Brasil, meu Deus! É um paraííííso!!!!!! Enfim, a mocinha do sul me deu altas dicas de Madri, me disse onde ir, onde comprar, onde comer, como chegar aos lugares e blábláblá... e lamentou mais uma vez não poder ir comigo. Sem problemas! eu tinha duas pernas, podia ir só. =) Como cheguei a cidade meio que à noite, fiquei só em casa, conversando e fui dormir pra aproveitar bem o dia seguinte.
Nossa, nem me lembro onde fui direito, mais... sei que eu sou uma meio turista. Gosto de ir aonde os turistas vão, mas também adoro ir a lugares que normalmente ninguém vai, só os locais... Então me perdi 450 vezes em Madri, como era de se esperar... ahahahahahah
Fui à Plaza de Toros, fiz a tour lá com o guia... foi bem massa. Uma pena matarem os touros, coitados. Wait! Pena matar do jeito que matam, somente, ok?
Fui ao centro da cidade, rodei, rodei, rodei... nossa, andei mais do que má notícia! Ave! Saí andando pelas ruas, observando as pessoas, sentando, escrevendo postais, comprando souvenirs...
Fui a um dos três museus que eu tinha comprado pacote (adoro museu, desculpa! ahahah)... voltei exausta pra casa! pppfff! Aí Ângela me recomendou ir a uma cidade próxima, Alcalá de Henares, a cidade de Miguel de Cervantes. Nossa, foi como música pros meus ouvidos! =D Já tava na lista de lugares para visitar! ahahahahahah

PAUSE
Pessoa, atenção. Se você vai a Madri, passe pelo Parque del Retiro ANTES de ir a qualquer museu. Eu dei vacilo e só fui no segundo dia lá... O que aconteceu? Eu comprei um pacote pra três museus, certo? Certo! Acontece que um deles, o Museo Reina Sofía, tem uma extensão dentro do parque, num dos casarões. No verão é comum acontecer instalações de arte nesse casarão... a entrada é gratuita e você ainda ganha um ingresso pro museu! Isto é, LEVEI FUMO! De novo, como em toda viagem, né? Reclamei mais do que bode embarcado quando fui ao dito museu e acabei dando o ingresso pra uma das pessoas da fila! Fiz até uma reclamação oficial por escrito (se não, não seria eu, gente... vocês sabem, né?)!!

PLAY
À tarde, fui a Alcalá. Cidadezinha lindinha, viu? Vale tanto a pena! Mas veja bem, é CLARO que eu me perdi! A cidade é minúsculaaaaa! Vocês não tem noção! Eu ri muito comigo mesma! Burra e besta...
A começar que eu cheguei lá na hora da siesta. Então, pedir informação, só se fosse pra turista... E turista não sabe de nada, né? Pronto... Saí andando na direção contrária à maior praça da cidade, onde se concentram praticamente 80% dos pontos turísticos da vila. E fui parar lááááá na casa de Noca! Uma fome que eu tava... acabei parando num barzinho, pedi comida e bebida (supercaros, em comparação aos preços espanhóis... na verdade, acho que foi outro fumo que eu levei, mas como eu tava com fome...). Depois chamei a mocinha que tava servindo e comecei a esboçar meu péssimo espanhol, misturado ao português e ao inglês... e a gente pode se comunicar! Ela me explicou o caminho que eu deveria tomar pra chegar à pracinha e à universidade (superantiga da estrela) e disse que lá teria um stand de informação turística pra me dizer mais lugares...

E tome andar!
Visitei a universidade, fiquei horas lá... muito fofinha a cidade toda! Mas a Universidade é mágica! Tudo muito antigo, do jeito que eu adoro! Resultado: demorei demais lá. Hahahahahahah tudo eu, tudo eu! Acabei perdendo de ir a outros lugares na cidade...
Caminhei mais e depois peguei o trem de volta pra Madri.
No último dia de Madri, fui ao centro, almocei uma paella bem boa indicada por Ângela. Depois, rumo ao último museu... aaahhh, Miró, Picasso e Dalí, seus lindos! Chorei, chorei e chorei vendo as obras... e, sem dúvida, chorei ainda mais quando dei de cara com Guernica. Que obra linda, meu pai! Não se podia tirar fotos de perto e, se tentasse, o segurança mandava apagar. Pense... mas fiquei feliz porque pude VER de perto. Não tava lá muito interessada em foto, porque a gente acha na internet... mas poder ver, quase tocar... nossa! Simplesmente maravilhoso!

Passeei mais e mais pelo centrão, pelas ruelas, e voltei pra casa.. tomei banho e me arrumei pra ir prum encontro do Couchsurfing e, de lá, dormir no aeroporto e esperar o voo pra Barcelona. =)

0 viagens...: