Wednesday, December 30, 2009

Questionário

2 viagens...

Achei interessante, encontrei no fotolog de um conhecido... vamo tentar responder, né?


O que você fez em 2009 que nunca tinha feito antes?
Viajei bastante, trabalhei em algo que nunca tinha imaginado fazer, vi neve... quase tudo...

Você manteve as resoluções de ano novo de 2009 e fará novas para 2010?
o que eu pensei em 2008 pra 2009 foi: vou estudar, trabalhar e viajar. foi isso. Pro ano que vem, o lance vai ser trabalhar e estudar.... viajar vem no bolo...

Que lugares você visitou?
É pra listar?? Ok...
Dublin
Wicklow
Howth
Skerries
Glendalough
Cairo
Luxor
Dahab
Paris
Londres
Galway
Cliffs de Moher
Edimburgo
Bolonha
Veneza
Giant Causeways
Killiney
...

O que você gostaria de ter em 2010 que faltou em 2009?
Menos saudades.

Que data de 2009 vai ficar marcada em sua lembrança?

Duas datas: 22 e 23 de janeiro. Data de saída de Recife e data de chegada em Dublin.

Qual sua maior realização no ano?
Ter feito o que queria fazer [em maior ou menor proporção].

Qual foi o seu maior fracasso?

Não consigo pensar em fracassos. Independente do que aconteceu, foi aprendizado, não fracasso.

Você teve alguma doença?

Saudade.

Qual foi a melhor coisa que você comprou?

O laptop.

Que comportamento mereceu comemoração?

Meu ou dos outros? Ah, sei lá... acho que tentei ajudar as pessoas o máximo que pude...

Que comportamento foi deprimente?

crises de banzo...

Pra onde foi a maior parte do seu dinheiro?

Pras viagens.

O que te deixou realmente excitado?

Estar "na foto".

Que canções sempre vão te lembrar de 2009?

posso dizer os artistas? ok...
Lenine [sempre]
U2 [única e exclusivamente por causa de Robi]
The Script
Billie Holiday

Comparando-se com essa época, no ano passado, você está:
I. mais feliz ou mais triste? defina felicidade...
II. mais magro ou mais gordo? mais gorda. hunf.
III. mais rico ou mais pobre? defina riqueza e pobreza...

O que você queria ter feito mais?

vivido...

O que você queria ter feito menos?

ficado menos no Brasil...

Como vai passar o reveillon?

ainda não sei.

Você se apaixonou em 2009?

uhun. mas percebi que as pessoas são estranhas, às vezes.

Qual foi seu programa de TV favorito?

não assisto TV... mas passei uns 2 meses vendo qualquer coisa por pelo menos meia hora todo dia, pra melhorar meu listening

Você odeia alguém hoje que não odiava há um ano?

não... só sentida com algumas pessoas...

Qual foi a sua maior descoberta musical?

The Script.

O que você quis e conseguiu?

viajar.

O que você quis e não conseguiu?

juntar tudo: viagem, estudo, família e amigos.

O que você fez no seu aniversário?
fui a uma galeria de arte durante o dia e tive uma festinha surpresa à noite... bem legal! =)

O que teria feito o seu ano infinitamente melhor?

ter feito o que eu não consegui fazer...

Como descreveria seu modo de se vestir em 2009?

empacotada.

O que manteve a sua sanidade?

Lavis, Ana Maria e Amanda.

Qual episódio da política que te deixou mais puto?

pode ser de futebol não? odiei o fato da Irlanda não ter ido pra Copa...

De quem sentiu falta?

tanta gente...

Quem foi a pessoa mais legal que você conheceu
?
Pode botar no plural? ok.
Ana Maria, Amanda, Rodrigo, Anne, Hellyda, Lorena, João, Guilherme, Simona, Carolina...

Diga uma lição valorosa que aprendeu em 2009:
que eu preciso aprender mais.


FELIZ ANO NOVO, PESSOAS.
amo vocês
morro de saudades...

Wednesday, December 23, 2009

Os Votos [Sergio Jockymann]

0 viagens...

Pois desejo primeiro que você ame e que amando, seja também amado.
E que se não o for, seja breve em esquecer e esquecendo não guarde mágoa.
Desejo depois que não seja só, mas que se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos e que mesmo maus e inconseqüentes sejam corajosos e fiéis.
E que em pelo menos um deles você possa confiar e que confiando não duvide de sua confiança.
E porque a vida é assim, desejo ainda que você tenha inimigos, nem muitos nem poucos, mas na medida exata para que algumas vezes você interprele a respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo para que você não se sinta demasiadamente seguro.
Desejo depois que você seja útil, não insubstituívelmente útil mas razoavelmente útil.
E que nos maus momentos, quando não restar mais nada, essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante, não com que os que erram pouco, porque isso é fácil, mas com aqueles que erram muito e irremediavelmente.
E que essa tolerância nem se transforme em aplauso nem em permissividade, para que assim fazendo um bom uso dela, você dê também um exemplo para os outros.
Desejo que você sendo jovem não amadureça depressa demais,
e que sendo maduro não insista em rejuvenescer,
e que sendo velho não se dedique a desesperar.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que eles escorram dentro de nós.
Desejo por sinal que você seja triste, não o ano todo, nem um mês e muito menos uma semana,
mas um dia.
Mas que nesse dia de tristeza, você descubra que o riso diário é bom, o riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra com o máximo de urgência, acima e a despeito de tudo, talvez agora mesmo, mas se for impossível amanhã de manhã, que existem oprimidos, injustiçados e infelizes.
E que estão estão à sua volta, porque seu pai aceitou conviver com eles.
E que eles continuarão à volta de seus filhos, se você achar a convivência inevitável.
Desejo ainda que você afague um gato, que alimente um cão e ouça pelo menos um joão-de-barro erguer triunfante seu canto matinal.
Porque assim você se sentirá bom por nada.
Desejo também que você plante uma semente por mais ridículo que seja e acompanhe seu crescimento dia a dia, para que você saiba de quantas muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano você ponha uma porção dele na sua frente e diga: Isto é meu.

Só para que fique claro quem é o dono de quem.
Desejo ainda que você seja frugal, não inteiramente frugal, não obcecadamente frugal, mas apenas usualmente frugal.
Mas que essa frugalidade não impeça você de abusar quando o abuso se impor.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra, por ele e por você. Mas que se morrer, você possa chorar sem se culpar e sofrer sem se lamentar.
Desejo por fim que,
sendo mulher, você tenha um bom homem
e que sendo homem tenha uma boa mulher.
E que se amem hoje, amanhã, depois, no dia seguinte, mais uma vez e novamente de agora até o próximo ano acabar.
E que quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda tenham amor pra recomeçar.
E se isso só acontecer, não tenho mais nada para desejar.

==

Desejo exatamente isso, pessoas.
Boas festas!
Saudades muitas, infinitas!
Amo voces!


P.S.: 1. esse poema eh veiculado como sendo de Vitor Hugo, poeta frances, mas na verdade eh do jornalista Sergio Jockymann.
2. eu sei que o correto no verso seria 'impuser', nao 'impor'. Acontece que existe a chamada licenca poetica.
3. frugal siginifica sobrio, simples.

Monday, December 14, 2009

Com onze meses de Irlanda eu aprendi que [I]

1 viagens...

[Impressões gastronômicas]

. ioguRte Pianola é muito gostoso;
. iogurte do Tesco é horrível [apesar de ser MUITO mais barato];
. a carne moída irlandesa tem gosto de sebo [pelo menos as dos supermercados] e que o salmão é delicioso;
. você não pode tocar nas frutas e verduras quando vai a uma feira livre em Dublin. Se quiser tocar, apalpar, escolher, vá num supermercado e pague o dobro do preço;
. quase todas as comidas da Irlanda têm batata;
. um século atrás, houve uma grande fome na Irlanda porque uma praga atingiu as plantações;
. Brennan's é o melhor pão de Dublin;
. Nutella é uma perdição na vida de um ser humano, especialmente quando está em promoção;
. papeizinhos de desconto DEVEM ser sempre guardados;
. você deve levar pelo menos uma sacola de feira quando for sair à toa em Dublin;
. em Dun Laoghaire [Dãn Liri, com o 'r' do interior paulista] acontece todo ano um festival muito massa, onde você pode conhecer muitas coisas de culturas do mundo todo, especialmente a cultura gastronômica;
. todo sábado rola no Temple Bar [o Recife Antigo de Dublin] uma feira orgânica que tem um sanduíche de carne de cordeiro delicioso! [e caro...];
. noodles não são tão ruins assim quando você não quer/ não tem tempo para cozinhar;
. existem receitas REALMENTE fáceis de fazer na internet;
. as comidas irlandesas são, geralmente, bem temperadas [para não dizer apimentadas];
. homens emagrecem, mulheres engordam quando chegam em Dublin;
. é fato: você come mais doces aqui.

Com onze meses de Irlanda eu aprendi que [II]

0 viagens...

[Impressões líquidas]

. nós brasileiros bebemos MUITO menos do que os irlandeses;
. a Guinness pode ser boa, depende do lugar onde você compra... e a Guinness da fábrica da Guinness não é tão boa assim;
. é mais barato você beber em casa antes de ir ao Pub;
. não existe Garagem em Dublin [interna para recifenses];
. os pubs param de funcionar às 2h30 da manhã [é lei] e, se você não tem nenhuma festinha na casa de alguém pra ir, é o jeito ir pra casa;
. bebidas alcoólicas na Irlanda só podem ser comercializadas até as 22h nos mercados e chamados off-licence. Depois disso, só em pubs [sim, é melhor manter um estoquezinho em casa pra qualquer emergência.. rsrs];
. no inverno você não precisa colocar nenhum líquido na geladeira... a varanda é um ótimo freezer;
. água gelada você bebe direto da torneira;
. os irlandeses são viciados em Red Bull e energéticos de forma geral;
. Lucozade é horrível! gosto de vitamina C de terceira categoria;
. smoothies são deliciosos, quando tomados no verão;
. sucos de caixa são, geralmente muito ruins;
. você deve sempre verificar se deve adicionar água ao suco de garrafinha. se sim, não compre!;
. existe um 'fervedor' de água e que é maravilhoso nas horas de maior frio;
. nada paga um suco de laranja feito da própria fruta e uma Skol de garrafa bem gelada.

Com onze meses de Irlanda eu aprendi que [III]

0 viagens...

[Impressões irlandesas]


. é difícil encontrar um irlandês em Dublin. É mais fácil achar chinês, brasileiro, francês e polonês;
. a Penneys existe;
. a Dunnes Stores existe;
. o Lidl existe;
. o Tesco existe;
. o Luas existe e devia haver em Recife também;
. ajudar as pessoas é muito bom;
. ver as pessoas ajudadas por você ajudando outras é melhor ainda;
. neve só é legal no primeiro dia;
. ter alguém pra lhe ajudar é maravilhoso;
. as Ilhas Maurício existem, ficam na África e são lindas pela foto;
. é fácil chamar alguém de amigo em Dublin, difícil é ser amigo;
. boa parte dos irlandeses tem algum dos dentes podre. Se não tem, é um bom partido;
. se você quer encontrar um irlandês, é melhor ir pros EUA, Austrália ou Inglaterra;
. as jovens irlandesas se vestem como prostitutas, agem como prostitutas, mas não são prostitutas [elas seriam expulsas da UNIBAN, sem dúvida alguma!]
. é MUITO difícil você não ter amigos brasileiros em Dublin;
. os irlandeses são bem simpáticos, se comparados ao resto da Europa... mas confie desconfiando;
. energia elétrica na Irlanda é caríssimo;
. cigarros na Irlanda são MUITO caros;
. quando for alugar uma vaga num apê em Dublin, SEMPRE pergunte a respeito da água quente e dos aquecedores;
. você consegue suar a 18°C;
. você consegue usar roupas de verão [shorts e camisetas] a 20°C;
. as praças não servem apenas pra turista visitar, mas também para os moradores ficarem deitados como lagartixas no verão;
. é possível pegar bronze a 22 ou 24°C;
. não estamos ilhados apenas fisicamente, podemos ficar ilhados psicologicamente também;
. as amizades que são feitas aqui podem [ou não] durar pra sempre, depende de vocês;
. os italianos, de modo geral, são louquinhos e reclamam MUITO se você coloca ketchup na pizza ou no macarrão;
. você pode aprender a cozinhar;
. o preconceito maior aqui é com o branco vestido de conjunto de moleton - nackers, não com o negro [pra você ver que cor não diz nada];
. as salas da universidade mais conhecida daqui , Trinity College, são iguaizinhas às da Federal [falo da sala em si, não do que tem nela. rsrsrs]
. não importa o quanto o sol brilha, vai ter esse vento gelado terrível batendo no seu rosto de qualquer jeito!;
. guarda-chuva [com ou sem hífen? rsrs] não adianta de nada em Dublin;
. internet em casa é tão ou mais importante do que papel higiênico na hora da dor de barriga;
. imprimir fotos ajuda um bocado a amenizar o banzo;
. é possível aprender a andar de bicicleta aos 26 anos;
. não existe área de serviço nos apartamentos de Dublin;
. não existem ralos nas varandas de Dublin;
. quando você pega temperaturas abaixo de zero, 10 graus é "fresquinho";
. o frio não conserva. só faz fazer sua pele ficar mais seca;
. o inglês que você aprendeu no Brasil PRECISA passar pelo intensivão Dublinense;
. reciclar lixo não é assim tão difícil, além de mais econômico;
. em muitos apartamentos de Dublin, você tem de pagar pelo lixo que produz;
. os sinos das igrejas badalam bem na hora que você quer descansar... e no domingo eles não se importam se você quer dormir o dia todo: às 11 da madrugada começa o blém blém;
. a energia elétrica é menos cara a partir das 11 da noite;
. flatmates alemãs lembram a você como se diz lombada em alemão [VERKEHRSBERUHIGUNGSRAMPE];
. viajar é uma das maiores recompensas pra quem trabalha pesado;
. as férias trabalhistas na irlanda não são de 30 dias seguidos, mas em média, uma semana a cada 3 meses;
. você sente falta até das coisas que mais lhe irritavam no Brasil;
. sua casa é o melhor lugar do mundo.

Friday, November 27, 2009

Com o Sport eternamente estarei

0 viagens...

Pois rubro-negras são as cores que abracei
E o abraço, de tão forte,
Não tem separação
Pra mim, o meu Sport É religião
A vida a gente vive pra vencer
Sport, Sport
Uma razão para viver

Treze de Maio,
Mil novecentos e cinco
Dia divino em que Guilherme de Aquino
Reune, no Recife, ardentes seguidores
Fundando esta nação de vencedores
Que encanta, enobrece e dá prazer
Sport, Sport
Uma razão para viver

Eterno símbolo de orgulho
É o pavilhão de listras pretas e vermelhas,
Com o Leão erguendo, imponente, o imortal escudo
Mostrando à gente que o Sport é tudo
Que a vida tem de belo a oferecer
Sport, Sport Uma razão para viver



SÓ PRA DIZER DUAS COISAS:
1. Não importa onde, quando, como. Sport tá na minha alma.
2. Coloquei fotos minhas pelo mundo no meusport.com
chega por lá... ;)

Saturday, November 21, 2009

Ideia de gringo sobre o Brasil/brasileiros

1 viagens...

As duas situações aconteceram com Guilherme, paulista-pernambucano erradicado em fortaleza e amigo meu aqui em Dublin:

Situação 1.
Estava Guilherme trabalhando na dele, arrumando as bananas da caixa quando, de repente, o chefinho reclama:
- Guilherme! Você como brasileiro deveria saber que você não pode cobrir as bananas desse jeito!
Guilherme olha pra cara da alma sebosa e diz:
- Vem cá... eu por acaso tenho cara de quem tem bananeira no quintal de casa, tenho?


Situação 2.
Estava Guilherme na casa da namorada, conversando com uma galerinha gringa. Daí vem uma figura [porque só chamando assim mesmo, viu...]:
- Nossa! O que vai ser do Brasil agora??
- Oi? Como assim?
- Você não soube do apagão que teve no Brasil?
- Sim, que que tem?
- E agora? O Brasil sem luz... como vai ser pra sediar a copa e as olimpíadas????
- ¬¬'


Pois é... e olhe que o Brasil foi capa da The Economist dessa semana, viu... Já pensou?

* As situações e palavras utilizadas certamente não foram essas, mas a história é o que importa...

Wednesday, November 11, 2009

London, London... #2

0 viagens...

Segundo dia de Londres, fui bater perna, né? Claro!
Peguei o metrô e fui direto pra Tower Bridge. Muito massa lá. O castelo que tem ali [não me recordo o nome] a gente tem de pagar pra entrar. Não entrei. Mas, passeando por ali, fui a uma igreja bem velhinha que tinha lá, que não era nada menos do que a mais antiga igreja de Londres. Lindinha mesmo.

Caminhando pela beira do Tâmisa, cheguei à ponte. Linda, enooorme! Atravessei com bastante calma... do outro lado, comprei um doughnut [sonho, mehor dizendo...] e fui comendo e admirando a paisagem.

Aquele era o dia pra aproveitar e ir aos museus... então, fui logo ao Tate Modern, que Larissa havia me sugerido por e-mail. É uma viaaaaaagem aquele museu, minha gente! Museu de arte moderna sempre é uma caixinha de surpresas, né? Tava rolando uma exposição sobre o Futurismo lá, 10 libras pra entrar... mas minha intenção não era gastar, portanto, não entrei. O museu, por si só, fez o papel de encher meus olhos. =) Pena não poder tirar foto lá dentro...
De lá, peguei o velho metrô e fui pro British Museum. Enooooooooooooorme! E vale muito a pena! Nem lembro mais se foi de graça... ahahahahah acho que sim.

De lá, encontrei Hugo e fomos passear mais... nada de excitante, mas é sempre bom ter contato com pessoas que você conhece há pelo menos 15 anos...

Monday, October 26, 2009

London, London...

0 viagens...

Depois de um mês sem viajar e quase enlouquecendo, chegou o dia de ir a Londres.
Ai, santa Ryanair! 20€ por uma passagem de ida e volta a Londres... nem gosto... hhuuhhuhu
Reencontrei um amigo de longas datas, graças a santa internet. Não, não tão longas... estudamos juntos na sétima série. Ou seja, alguns [poucos] anos atrás... hiihihhi
Descobri que ele mora em Londres há uns 4 anos, ó! Vê que beleza... E ele ofereceu um lugar pra eu dormir e ficar durante os dias que estaria em Londres. Nem queria... ahahahahahah
Acordei de madrugada pra pegar o ônibus pro aeroporto pensando que o voo era mais cedo... quando me acomodei no ônibus, descubro que na verdade o voo estava marcado pra uma hora mais tarde... é... esqueci de checar, podia ter dormido mais um pouco... ahahahah
Chegando em Londres, com o telefone de Hugo em mãos, mandei mensagem quando cheguei no aeroporto... Ele me disse pra dar um jeito de chegar no centro da cidade... que ficava a mais ou menos uma hora dali [é, a Ryanair não é tão boazinha... rsrs]. Dei meu jeito e consegui.
Em Londres é o seguinte: quase todos os pontos turísticos se encontram nas áreas 1 e 2. E o metrô é muuuuito eficiente. Portanto, quando você for por lá, peça na estação um Day Ticket [quando eu fui, custou £5.60]... ele te dá direito de andar quantas vezes quiser durante o dia todo nos metrô. Massa né? Pois é...
Deixei minha mochila no escritório de Hugo e fui bater perna! Afinal, tinha somente 3 dias pra aproveitar...
Peguei o metrô e fui até o Picadilly Circus, uma área muuuito famosa de Londres. Bem massa lá...
Fiquei andando, andando, andando... o mapa que eu tinha em mãos não me ajudava muito porque não tinha os nomes das ruas direito... aí me perdi umas poucas vezes. Mas deu tudo certo... passei pelo London Square Gardens, comi algo por lá...
Andei, andei... acabei parando na Galeria Nacional. Quanta coisa linda lá dentro, meu Deus! Tooooodos os pintores renomados e pouco conhecidos... lindo, lindo, lindo!
Continuei passeando e fui parar no Big Ben e Parliament House... gigante!
No meio do parque, mais um Rodin. Esse eu não conhecia... era uma escultura sobre Os burgueses de Calais. Bem interessante!
Sentei à beira do Tâmisa, fiquei pensando na vida, nas minhas saudades... depois de um tempo, atravessei uma das pontes e fui andando pelo outro lado do rio. Sentei num banco e fiquei contemplando a beleza de Londres. Foi bem solitário e melancólico... às vezes é bom viver esses momentos.
Segui pela beira do rio e cheguei à London Eye. Óbvio que não subi. Mas tirei foto, né? Hahahahahahaha
Preferi entrar no Dalí Universe... muuuuito mais legal! Fiquei boba com as obras deles... especialmente de Dalí... amo amo amo!
Atravessei a ponte super high tech e fui encontrar com Hugo no escritório dele. De lá, fomos a um pub, tentar colocar os papos de alguns anos atrás [ihihhhiih] em dia. E pense que a gente conversou, viu? ahahahaaahhaha E tome fofoca... ahauahauhahuhua...
Muito legal reencontrar velhos amigos...

Saturday, October 24, 2009

Agosto, mês do desgosto...

1 viagens...

Tenho certeza que já disse aqui ao menos uma vez o quanto gosto de Simona e Carolina, né?
Também disse que a vaga do apê que a gente tava morando era até o fim de agosto...
Pois é... o dia de partir teve de chegar...
Carol ficou de voltar no fim de setembro pra Dublin pra fazer um curso pra prova de proficiência no inglês e Simona voltou pra Bolonha... voltou a estudar porque vai tentar fazer um mestrado ano que vem.
Carol nunca voltou pra Dublin... a empresa em que ela trabalhava mandou e-mail pra ela, chamando pra trabalhar lá de novo... aí ela acabou adiando Dublin. Até porque essa empresa, pelo que eu soube, é uma das melhores de Milão na área de design. Acho que foi até melhor ela ficar lá mesmo, sabe? Não por ela somente, mas pela carreira.
Simona está em Bolonha estudando pra uma bendita prova que eu nunca entendi bem o que era... sei que se ela passar nessa prova, pode fazer o mestrado dela tranquila. Espero de coração que ela passe.
Essas duas foram dois anjos enviados por Deus na minha vida, sabe?
Carol, sempre maluquinha, fazendo arte com cimento... sempre com fome! Se você oferecesse a ela alguma coisa, pode ter certeza que ela aceitaria. Se você estivesse cozinhando, lá vinha ela perguntar o que você tava cozinhando, com aquele sotaque italiano que você reconhece facilmente [é, italiano não fala... italiano canta!]:
- What are you cooking?
Carol não tinha estômago, tinha compartimento de carga...
Simona, sempre muito prestativa, pronta a ajudar em qualquer coisa... o sorriso como marca registrada! E o estudo! Rapaz, Simona estudava demais! Eu dizia:
- Simona, sai de casa! Eu sei que esse clima irlandês é horrível, mas sai um pouco de casa... vai tomar um ar, vai tomar um café... sei lá!
Aí ela respondia, se esforçando pra não falar com o sotaque italiano:
- Ah, mas eu saí de casa hoje... passei a manhã inteira no parque...
- Foi mesmo? Que legal! Fizeste o que no parque?
- Estudei!
- ¬¬'
Não tinha jeito!
Mas as duas lindas demais! Vão morar no meu coração pra sempre!

Contei que me mudei pra uma casa com duas italianas, né? Pois é... COMPLETAMENTE diferentes. Legais também, mas MUITO diferentes! Acontece que houve algumas histórias aqui em casa e as duas seguiram rumo. Uma tá fazendo PhD em Bruxelas, a outra arrumou um quarto só pra ela num outro apê...
Hoje eu tô morando com um casal de brasileiros, Régis e Renata [que tem o maior defeito do mundo: ele é corinthiano... ela é palmeirense... hunf!] e divido o quarto com uma alemã muito legal, a Bernadette.
Mas nada se compara a Simo e Carol... ;~~

Iú txuuuuuu!!!!!!!!!!

0 viagens...

Chegando de Paris, só deu tempo mesmo de descansar umas horinhas... afinal de contas, Bono, the Edge e cia nos aguardavam...
ahahahahahahahaahahahhaahah
O show foi no Croke Park, que fica a uns 40 minutos de caminhada da minha casa... Como Lavis não ia ficar na mesma área que eu, a gente se separou quando tava indo pro estádio.
Então ficamos eu e Amanda, junto de Tiago, um amigo meu do curso.

ingresso na mão, prontas pra entrar!
Chegamos lá por volta das 5 da tarde, porque o show começaria às 6...
Superestrutura! Aquele palco só cabe em estádio de futebol... é gigante demais!
Ainda do lado de fora, recebemos uma pulseirinha da ONG do Bono, a ONE... bem massa!
Lá dentro não tava tão cheio... eu achei que fosse ficar lotado, fila pra todo lado, essa coisas bem brasileiras, sabe? mas não. Tudo muito organizado. Não enfrentamos fila pra nada. Nem pra ir ao banheiro!
Duas bandas se apresentaram antes do U2. A primeira nem lembro o nome... tocaram uns covers... gostei muito não.
A segunda era a The Script, pela qual eu me apaixonei à primeira audição! É sério, eu adorei a banda! desde aquele dia, tá na minha setlist. Não sai pra nada!


Até que chegou a grande hora... Nossa! Eu nem posso descrever aqui o SHOW de U2. Magnífico... O melhor de tudo foi que eles começaram a tocar ainda de dia e foi anoitecendo... o por do sol se misturando com as cores do palco... perfeito! Adorei cada segundo! Fiquem com algumas fotos...

Parri [2]

0 viagens...

No domingo, não tivemos dúvida: LOUVRE!
Eu não deixaria de ir lá por nada no mundo!
Mas antes, fomos à Galeria Lafayeti... e estava fechaaaada! =( era domingo...
Passamos também pela ópera de Paris, que é lindíssima!!!!
No caminho, paramos num lugar pra comer croissant. Porque ir pra Paris e não comer croissant... é um despautério!
Percebemos que tava rolando algo de muito especial na cidade... todo mundo na rua, umas faixas amarelas... estranho...
Até que descobrimos. Naquele dia a Tour de France tava passando por Paris.
O povo todo nas ruas, torcendo... fazendo barulho... mas não podíamos parar pra assistir porque não teríamos tempo de fazer tudo. Seguimos para o Louvre.

no caminho pro museu, a Paris eye...
Minha gente, é indescritível. Sem noção da beleza daquele lugar...
A entrada custa 9€, mas se a pessoa tem até 25 anos e mora na Europa, não paga. Massa né? Pois é... Ana Maria e Lavis não pagaram. =)

É, minha gente... O louvre é mesmo lindo! Todo tipo de arte, de todas as épocas... ai, ai...

No meio do louvre, já sem me aguentar, comecei a chorar. Chorei feito criança... porque nunca na minha vida imaginei que poderia colçocar os pés ali. Chorei porque tudo que eu tinha estudado na escola, na faculdade, na especialização... tudo tava ali. Lindo. Perfeito. AO VIVO!
Aí fiz o que todo mundo faz quando se sente assim: liguei pra minha casa. minha mãe atendeu...
- Maiiiinha, é tudo tão lindo aqui... eu tô aqui, mainha!
- Que bom, minha filha... aproveite!!!!
- Mainha, é real!
- Eu sei, filha... eu sei!
- Obrigada, mainha... Diz obrigada a painho também, por ter me dado a oportunidade de realizar isso...
- Qué isso, filha... Aproveite!
- Mainha, é lindo...
- Eu sei, filha, eu sei... agora perca tempo comigo não... vá curtir, vá...
- Tá bom...

Galerinha... era real! Gericault, Delacroix, Giotto, Da Vinci... tudo ali, aos meus olhos!
As meninas tavam morrendo de fome, queriam comer... mas eu queria ficar lá, aproveitar cada momento daquele pra mim era mágico... aí disse que elas fossem e que a gente se encontrava na torre eiffel. Dito e feito. Acabei passeando mais por lá e descobrindo mais coisas... como a tumba de Ramsés I, que tava faltando quando eu fui ao Egito... e a Vênus de Milo. Inesquecível!
perfeita!
Gente, pra ir ao Louvre, vc tem de separar um dia da sua viagem. É impossível conhecer o Louvre em 2 horinhas... Eu não pude ficar o dia todo lá, mas um dia eu volto...
Do Louvre, fui andando pelo parque, no sentido da torre... acontece que tinha uma área lá fechada por causa da competição. Aí tive de arrodear... e foi o melhor que eu fiz. Lá estavam eles. o casal... se beijando... lindos! Rodin novamente na minha vida... no meio do parque! Digaí!

Encontrei as meninas na torre... claro que não subi. Ana Maria foi a única que enfrentou a fila quilométrica e subiu de escada... corajosa! ahahahahahahah

A gente ficou deitada no parque, conversando, esperando e dormindo...
Comprei um baguete original francês pra comer e fiquei por lá...

Da torre, seguimos pro arco do triunfo. O arco fica no meio de uma giratória. E carro pra todo lado! Uma olhou pra cara da outra e ficamos nos perguntando se pra chegar no arco era preciso arriscar a própria vida e que agora entendíamos o nome do bendito arco... porque não tinha NENHUM sinal de trânsito! Era uma giratória! ahahhahaahahah o que fizemos? sentamos num banco e ficamos hooooras contemplando o arco do triunfo de longe. Depois de muito tempo, uma se levantou e resolveu checar como era o esquema pra chegar do outro lado porque não era possível ter de arriscar a pele... Eis que surge uma placa indicando como atravessar a rua. Era um túnel. Certo, agora a gente já sabe como faz pra atravessar... tem de passar pelo túnel, ir por baixo da rua. Beleza. Agora cadê a entrada? ahahahahuuahuhauhahuahuauha
Descobrimos que a entrada era do ooooooooooutro lado e que teríamos de ir contornando pra poder chegar lá.
Finalmente chegamos lá né... ahauahuahuahuaahu!!!! Que onda, viu? Francês é uma racinha alma sebosa mesmo! ahahahahahahahahahah
O arco é lindo, mas pra subir são 9€. Nessas horas eu agradeço meu medo de altura... rsrs.
Obviamente Lavínia e Ana Maria, as menores de 25 anos, subiram de graça... não, não fui eu quem tirou essa foto, obviamente...
Eu e Adriana ficamos lá por baixo, contemplando o belo por do sol que a cidade nos proporcionava...
Terminamos nosso passeio na famigerada avenida Champs Élysées...
Comemos algo e fomos pra casa, porque o voo de volta pra Dublin era cedinho na segunda...
E eu não podia me dar o luxo de perder esse voo, afinal, o show de U2 estava a minha espera! o/

Thursday, September 17, 2009

Parriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

0 viagens...

Depois de séculos, criei coragem! [hoje são 24 de outubro...]
hauaauhauhhuaauhuhauhauhauahuahha

com três meses de atraso, vamos falar de Parri. Porque Parri é chiquê!
foi bem legal o tempo que passamos lá.
quatro mulheres soltas em Parri! pense num estrago! ahahahaahahahah
eu fiquei na casa de Bruno, um amigo meu que tá morando lá... as meninas, Lavínia, Ana Maria e Adriana, ficaram num hostel.
Nosso voo tava marcado pra de manhã beeeem cedinho do sábado... aí como Lavis morava perto do aeroporto, fomos eu e adriana dormir na casa dela. Foi ótimo. Ana Maria já estava na França. Porque ela é chique! Arrumou um trabalho temporário lá e foi-se embora pegar bronze no litoral francês.
Chegando lá, um aperreio. Porque o aeroporto não é em Paris. Ele fica em Beauvais, cidade que fica a uma hora da grande Paris... 13 euros a passagem... paciência!
Descemos no terminal de Port Maillot e tínhamos de encontrar Bruno. Ele pediu pra irmos à estação do metrô mais próxima. Acontece que a gente não é parisiense, né? Claro que nos perdemos! hauahuauaauhuauha demorou um tempão até encontrá-lo... mas ficou tudo bem.

o metrô de paris só parece difícil... mas não é...
Fomos até a casa dele deixar minha mochila e depois encontrar com Ana Maria, que estava chegando pra nos fazer inveja com o broze dela... hunf!
já pensou? que diferença!
Fomos almoçar numa área chamada Quartier Latin... muito belos os prédios, as ruas, tudo. Acontece que a maioria dos restaurantes lá eram italianos. Como assim, Bial?
Verdade... o povo lá come muita pasta e muita pizza. Ah! E muito kebab.
A catedral de Notre Dame é linda, perfeita. Enooooooooooorme! ahuauhahuahauh Mas não tive coragem de subir na torre... =/
isso aí é só a parte de trás de Notre Dame...
a frente...e por dentro.
Passeamos um bocado, afinal só estaríamos ali no fim de semana né? haahhahha
Agora pergunto: O que as pessoas pensam quando surge a palavra "verão" à mente? Fácil de responder: praia, sol, mar, caldinho de feijão, menino rolando na areia chupando picolé, essas coisas... né? Paris não tem praia, minha gente... aí o que a prefeitura fez? Uma praia artificial à beira do rio Sena! aahahahhahaahhaha que ridículo! ahahahahahahah =P tinha de ser parisiense!
essa é a praia... creem?
Mas era uma onda passear por Paris... Uma olhava pra outra e:
- Porque a gente tá onde?
- Em Parriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!
huuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhhuhuhuhu foi massa...
porque estamos em parriiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Passamos pela frente do Centro Georges Pompidou, mas não entramos porque não teríamos tempo pra conhecer outras coisas... mas a área lá fora é beeeem espaçosa, com uma fonte... aliás, uma não, várias fontes pós modernas...
Enfim... andamos mais do que má notícia!
Primeira impressão? Paris é uma cidade linda! mas eu não acho que é uma cidade que eu moraria, sabe?
Bruno mora num apartamento de um quarto e divide ele com uma amiga. Ela dorme no quarto, ele na sala. E pagam caaaaaaro! Mas como ele disse, é caro viver nessa cidade...
Fomos até Montmartre, claro! E, lógico, lembrei das cenas do Fabuloso destino de Amelie Poulin! O carrossel, a igreja... A vista da cidade de Paris é linda em Montmartre...
De lá, descemos e fomos até o Moulin Rouge. CLARO que não entramos... caríssimo! Mas tiramos muuuuitas fotos! ahahahahahahahahhhh
À noite, Bruno nos levou num bar que era uma onda! Primeiro: homem não entrava lá. Só mulheres. [não, não era um clube das mulheres...] Segundo: todos os garçons serviam [só!] de cueca. Terceiro: a decoração do bar era toooda de sutiãs [que eu suspeito que sejam de mulheres loucas que deixaram por lá]...
Bruno, coitado, não poderia entrar inicialmente né... Mas como pra tudo tem um jeito, ele conversou com o segurança lá fora e disse que era meu namorado e que tava me acompanhando com minhas amigas... pense! ahahahhah o segurança acreditou e deixou ele entrar. ahahahahahah
Primeiro dia bem aproveitado!